Toda Mulher é Doida – Por Martha Medeiros

11-07-2014 / Textos
toda-mulher-e-doida-destaque-00

Hoje o post é um pouco diferente do comum. Adoro ler crônicas e textos de escritores. Me deparei com esse texto incrível de Martha Medeiros – Toda Mulher é Doida.  E é um texto que nós faz refletir muito nosso papel como mulher nesse mundão! A leitura e gostosa e leve que vale a pena gastar nosso tempinho lendo. Se divirtam e me digam se gostam de posts como esse. Para quebrar um pouquinho os assuntos que são tratados no blog como moda, lifestyle e makes. Como Martha afirma : A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida! E não é?

‘Toda mulher é doida. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dá-lhe usar o nosso poder de sedução para encontrar the big one, aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais. Uma tarefa que dá para ocupar uma vida, não é mesmo? Mas além disso, temos que ser independentes, bonitas, ter filhos e fingir de vez em quando que somos santas, ajuizadas, responsáveis, e que nunca, mas nunca, pensaremos em jogar tudo para o alto e embarcar em um navio pirata comandado pelo Johnny Depp, ou então virar loura e cafetina, ou sei lá, diga aí uma fantasia secreta, sua imaginação deve ser melhor que a minha.

Eu só conheço mulher louca. Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem ao menos três dessas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante. Pois então. Também é louca. E fascina a todos. Nossa insanidade tem nome: chama-se Vontade de Viver até a Última Gota. Só as cansadas é que se recusam a levantar da cadeira para ver quem está chamando lá fora. E santa, fica combinado, não existe. Uma mulher que só reze, que tenha desistido dos prazeres da inquietude, que não deseje mais nada? Você vai concordar comigo: só se for louca de pedra.

Martha Medeiros

( Essa crônica faz parte do livro de crônicas Doidas e Santas, lançado em 2008)

Espero que tenham gostado,

Beijos

 

Gabi Trovello

Gabriela, autora do ModeInfini. Cada dia, cada comentário, cada novo projeto, cada novo parceiro, cada nova experiência, contribuem para que esse universo que convivo se torne cada vez maior, mas sem perder a essência que permaneceu desde o primeiro post.

O que você achou?