Era um vez… os livros para colorir!

livro-para-colorir

Olá, meus amores! Tudo bem com vocês?

A onda dos livros de colorir para os adultos, pegou aqui no Brasil! Realmente, a sensação que dá é que você viaja e volta aos tempos de escola! Não é? O escolhido foi o ‘Floresta Encantada‘ da Johanna Basford. Os primeiros livros a dar as caras e nos conquistar foram a minha escolha e o ‘Jardim Secreto‘. O ‘Floresta Encantada‘ conta realmente uma história e desafia você a encontrar alguns elementos escondidos em cada desenho, como se fosse um caça o tesouro, bem nostálgico, não?
Falando em desenho, esse livro é dedicado para os adultos, já que eles são ricos em detalhes e o foco é relaxar pintando cada desenho. Depois de adquirir o livro, chegou o momento de escolher os lápis para colorir! Confesso que estou usando três tipos de lápis de cor! Claro, que não é preciso usar tantas opções já que o bacana nesses livros é soltar a criatividade, certo?

livro-para-colorir-00

As minhas escolhas foram:

Faber-Castell –  Eco Duo: essa opção possui um custo x benefício ótimo, ao total são 12 lápis de cor mas com 24 cores disponíveis! Já que metade possui uma cor e a outra metade outa opção de cor.

Faber- Castell – Eco : essa opção possui somente 12 cores, mas não gostei muito, pois ele não transfere 100% da cor no papel!

Staedtler – Essa opção eu tinha guardado aqui em casa e não sabia de sua existência, juntei com os demais e adorei. Essa opção de lápis é bem melhor que o da Faber Castell Eco, quando você começa a pintar seu desenho a cor é bem pigmentada, sem muito esforço sabe?

E para matar um pouquinho da curiosidade de vocês um dos meus desenhos! Ah! Antes que eu esqueça paguei no livro R$ 29,90, preço sugerido nas livrarias. Espero que tenham gostado da dica de hoje! E vocês já aderiram a nova mania?

Um super beijo,

Gabi Trovello

Gabriela, autora do ModeInfini. Cada dia, cada comentário, cada novo projeto, cada novo parceiro, cada nova experiência, contribuem para que esse universo que convivo se torne cada vez maior, mas sem perder a essência que permaneceu desde o primeiro post.

O que você achou?